domingo, 27 de novembro de 2005

O Buda e o Iogue

Durante uma viagem, Buda encontrou um iogue que jejuava há muito tempo.

“Queimo os erros do meu passado”, explicou o homem.

“E quantos erros já queimou?”

“Não tenho a menor idéia.”

“E quanto falta queimar?”, insistiu Buda.

“Não tenho a menor idéia.”

“Então é hora de acabar com isso e entender que se corrigem os erros com boas ações e não com penitência”, foi o comentário de Buda.

Um comentário:

ariadne disse...

cadê texto novo?????

bj